05 abril 2017

Eu não me apossei - Outra recomendação de mangás (mais variada que a de 2015)

(Algumas partes ficaram escritas em vermelho, não foi macumba minha. Eu acho que é o SANGUE DE CRISTO!!11)

Mermão...??? Eu até esqueci qual era a fonte que usava lol
VOCÊS ACHARAM QUE ERA A MIKA
MAS SOU EU
BAKA-CHAN STRIKES AGAIN


Eu te consolando depois de saber que a Mika não voltou

Eu não quero dar uma de The Mônia, mas eu juro que se um dia ela voltar a deixar o blog ativo fiquem sabendo que é o início de uma nova era ¯\_(ツ)_/¯ 

Prosseguindo, eu também não diria que voltei, é que eu meio que retornei pra fase de ler mangás yaoi de novo (pelamordedeus, alguém me fala um anime hoje em dia que valha a pena, muito a pena mesmo, daqueles que dá vontade de rever num futuro bem próximo). Por incrível que pareça, pelo que ando vendo nos sites da Kadokawa Ciel, BExBOY e B's-LOG, os lançamentos bons estão voltando e muitas mangakas que estavam em hiato finalmente estão voltando a desenhar furébis e piu-pius GRAÇASADEUS TAVA NA HORA

E well, eu voltei a ficar viciada. EU RODEI 152 PÁGINAS DO MY READING MANGA POR UMA SEMANA DIRETA. Óbvio que não li tudinho, além do mais, eu sou muito cuzona pra escolher mangás(´∀`)Sabe aquelas fujoshis que gostam de um tipo de história e querem ver só esse tipo? É euzinha. Mas eu tento variar tho! (9 v 9)

Ok, antes que vire um post de "how-we-have-been-lately", vou passar logo essa lista e deixar claro que com certeza virão mais. Sabe por quê, coelhos?
PORQUE EU TÔ CHEIA DE MANGÁS PRA RECOMENDAR E NÃO ENTRA TUDO NUM POST
Não desista de mim se nenhum desses lhe interessar, pode ser que nos próximos eu cite melhores! E eu já disse que sou cuzona, eu fico com cara de cu com qualquer yaoi clichê, tipo "fiquei bêbado e meu chefe me comeu" ou "ele me estuprou e eu comecei a amar ele").

12. XXX ALLERGY - HINOHARA MEGURU

Status: Completo, One Shot 
Tags: Comédia, Fluffy
NSFW: Tem, mas é só uma cena. É One-Shot, cara, kill me
Sinopse: Ai cara, que saco ter que resumir um capítulo. É um saco já que você tem que evitar os spoilers like a boss, senão ninguém lê, não é mesmo? ಥ∀ಥ 
Shouhei é um boy que ama coelhos, ama pra caralho esse menino, só não sei se ama mais que dar o cu. Mas quando criança ele teve um ataque alérgico ao ter contato com coelhos, o que levou ele a ter essa barreira com os pobres animaizíneos. Mesmo crescido, ele não superou sua paixão por coelhos até que encontrou uma loja especializada nisso, e na mesma hora quis trabalhar como ajudante ali. Lá, ele conhece o funcionário Mito (KKKKK MITOU) e se apaixona por ele. A história é basicamente ele escondendo essa alergia pra não ficar longe do Mito (KKKKKKKKKK parei).
Opinião: Eu sou coração mole pra essas coisas em torno de animais, então me identifiquei bastante com o Shouhei! A única decepção é que é One-Shot grrrrr ლ(ಥ益ಥლ) Mas pra compensar: a Meguru-sensei tá fazendo uma continuaçãozinha, chamada Secret XXX (e ela anunciou que vai ter mais ainda, amém)! Alguém proteja essa molier <3

11. MUSUBENAI NECKTIE - TAGURA TOHRU

Status: Completo, One Shot
Tags: Fluffy, Heartwarming
NSFW: Tem não, patrão
Sinopse: Um dia, Ren encontra um garoto chamado Nachi com dificuldade pra arrumar sua gravata no caminho pro colégio. A partir daí, todos os dias o Nachi espera pelo Ren naquele mesmo lugar pra ele poder ajudar com esse problema. Os dias vão se passando e Ren vai ficando mais consciente sobre a situação até que descobre que o Nachi é anêmico.
Opinião: Puta merda. PUTA MERDA. SABE QUANDO VOCÊ VÊ ESCRITO "END" NA ÚLTIMA PÁGINA E COMEÇA A CHORAR EM POSIÇÃO FETAL SEM SABER O QUE FAZER? FOI ASSIM QUE ME SENTI. Aaah, como eu queria que não existissem One-Shots no mundo. *Respira fundo*






10. KIMIMACHI TERMINAL - AOMIYA KARA

Status: Volume 1 completo (só em japonês), incompleto em inglês (só traduziram 3 capítulos até agora)
Tags: Fluffy (até agora), Slice of Life
NSFW: Nada até agora
Sinopse: Pelo que vi é mais de uma história, mas até agora o principal (que leva o nome do mangá) nem foi traduzido ainda (aparentemente já tem o scan). O que tem até agora é sobre Kaibara, um cara que sempre foi fissurado por sapatos femininos desde pequeno, porém, pela infelicidade dessa sociedade que não tem mais o que fazer além de cuidar a vidados outros *cof*, ele sofreu bullying por isso e teve que manter o hobby escondido. Quando comprava sapatos, ele dava a desculpa de que era presente pra alguém. Só que em uma dessas lojas de sapatos que ele frequentava, trabalhava o Andou, um homem do caralho. Ele não é burro igual eu e percebeu que Kaibara, na verdade, comprava saltos pra si mesmo. O resto é spoiler-
A outra história, que ainda não saiu em inglês, é o seguinte: Miyama é um motorista de busão, e ele tem que lidar com um certo problema de concentração, tudo porque um cara chamado Yamada sempre tá acompanhando o ônibus de bicicleta, lado a lado, encarando o Miyama. Assim que eles se encontram coincidentemente na rua, Yamada evita o olhar dele, deixando ele pistolinha. Maaaaaaaaas mesmo pistolinha, ele começa a se interessar mais.
Opinião: Ok, eu tinha o link dos scans em japonês HÁ ANOS. Mas eu não conseguia baixar porque o site pedia senha, então eu deixei salvo no celular e fiquei nas esperanças de alguém traduzir. E O MILAGRE ACONTECEU, DEMOROU MAS ACONTECEU. Os updates são bem lerdos, mas vale a pena continuar acompanhando! Eu tô bem ansiosa pra ver os finais! (´∀`)

9. HITOTSU NO KOI NO HAJIMARI - IKUTA MUGI

Status: Completo (EU OUVI UM AMÉM??), 7 capítulos
Tags: Pouquinho de drama, Fluffy (acho que vou colocar fluffy em tudo), Romance
NSFW: Tem, mas não é hardcore
Sinopse: Não é só uma história, mas vou falar só da principal! Chiba trabalha numa padaria, e indo embora do trabalho, encontra um corpo (só o corpo mesmo, o cara tava dead igual eu na aula de física) de um cara chamado Tokita largado num banco. Como ele tinha restos do trabalho (no caso, pão) e o Tokita tava parecendo um condenado, ele oferece os left-overs e, como forma de agradecimento, ele é convidado pra jantar fora. Eles se tornam bem amigos, e Tokita pergunta se ele não incomodaria em sempre ganhar pão (TAMBÉM QUERO). Quanto mais eles se encontram, mais as pessoas acham que eles são irmãos então o porra do Tokita sugere que o Chiba o chame de "irmão". A resposta dele é "Se você for me tratar como um irmão, é melhor tomar cuidado com o jeito que vai me tratar, já que eu sou gay". Apesar disso, ele fica mais curioso em como seria uma relação homoafetiva e quer tentar descobrir esse "mundo" com o Chiba. E gay que já tem certeza que é gay não é burro, mermão. Sabendo que toda a relação deles é baseada só em "curiosidade", ele já começa a tentar afastar o Tokita. Resto é spoiler saindo do forno.
Opinião: Lembram do meu outro post de recomendações, que citei Omairi Desu yo, o mangá do padre? Então, eu senti aquele mesmo calafrio quando vi que o Chiba era padeiro. Pra mim, imagem de padeiro é um vovô italiano, pançudo e bigodudo, mas tudo bem, são essas coisas incomuns que me dão vontade de continuar lendo 눈v눈 

8. JUNKETSU DROP - KISARAGI MANAMI

Status: Completo
Tags: Drama, School Life, Comédia
NSFW: Tem, acho que a partir do segundo capítulo
Sinopse: Kasukabe e Misato são naturalmente rivais, vivem brigando por qualquer coisa eu detesto pairings assim, mas whatever. Em um certo dia, Kasukabe acaba ajudando o Misato a fugir das fangirls da escola (já que ele era como um popularzão). Os dois ficam escondidos sozinhos na sala, e Kasukabe (o senpaizão maroto) começa a provocar o pobre Misato a ponto de achar interessante as reações dele. Aí as coisas começam a mudar o rumo, hell yes.
Opinião: Eu li faz muito tempo, até tinha esquecido de anotar na minha lista, mas grazadeus me lembraram da existência dessa delicinha chuchuca da mamai. Eu adoro quando a história te dribla, sabe? Você fica achando que aquele vai levar pirocada, mas acontece o contrário, ISSO É MUITO FODASJHSDALKJFHLASG???? É. Issaí! Tem um outro mangá da mesma autora que roda em torno de um amigo do Kasukabe, mas esse aí acabou não entrando pra minha lista por motivos de não lembro why, então deixemos assim. Acho que um dia desses eu vou pegar pra reler!

7. OKUBYOUMONO NI I LOVE YOU - SAKURA RIKO

Status: Completo
Tags: Romance, Brisa
NSFW: Tem, aqueles de final, sabe 
Sinopse: Shougo (não é do Love Stage, tá) é um cara que tá perdidasso numa cafeteria (Starbucks? Sim) porque ele veio do interior e não sabe dessas mordomias. Percebendo a dificuldade dele, Hinata, um dos atendentes, oferece ajuda gentilmente, o que faz com que Shougo fique fascinado com o trabalho que ele faz. Acontece um revira-volta e pá, que faz "o Hinata" (entre aspas porque ele não é o dono) contratar o Shougo, que tava desempregado. Mas uma supresa acontece; em mais um dia de trabalho, uma menina chega na cafeteria e se confessa ao Hinata, e ele passa super-hiper-mega-mal. BUT WHY? Vai ler pra saber ( ・ิ ͜ʖ ・ิ)
Opinião: Esse também li faz tempo, vou ter que reler pra ter certeza do que escrevi na sinopse lmao. Essas histórias que tem um motivo bem brisado por trás são bem interessantes de se ler, convenhamos! Não é algo que se vê em qualquer lugar, pô ¯\_(ツ)_/¯ 

6. CHIKU BINGO - IBUKI ASUKA

Status: Incompleto (6 capítulos em japonês e 2 em inglês até agora)
Tags: Comédia, School Life
NSFW: Tem, mesmo assim eu fico rindo
Sinopse: Ok, pensa naqueles personagens de colegiais clichês com cara de playboy delinquente. Esse é o Kishiwada. Embora ele tenha essa fama de briguento, ele tem um ponto fraco: seus mamilos. E é um ponto super fraco mesmo, qualquer coisa que ter uma encostadinha no busto dele ele ENTRA EM COLAPSO. Isso mesmo, meu jovem! Ele se derrete no chão igual você saindo da última aula do dia! Ninguém na escola sabe disso, mas um dia seu melhor amigo de infância volta e ele não o reconhece, pelo menos não até ele fazer o "Chiku bingo"; um jogo que você tem que acertar os mamilos de uma pessoa. Aí que ele se lembra do seu amigo Andou. O mangá vai mostrando as diferentes situações que o Kishiwada tem que passar por causa dos nípous sensíveis e como o Andou tem que enfiar o nariz nas confusões pra salvar ele.
Opinião: EU TAVA MORRENDO PRA COLOCAR ESSE NA LISTA, E TÔ MORRENDO PRA COLOCAR O PRÓXIMO TAMBÉM. EU TENHO ESSE FETICHE POR NIPPLE PLAY EM YAOI E TAMBÉM UM FETICHE POR HOMENS-QUE-PARECEM-MAUS-MAS-SÃO-FOFOS E TIPO, FOCAR EXATAMENTE NISSO É DAR UM TIRO NOS MEUS GLÚTEOS!!! Maaaaano, eu vou atualizar esse mangá todo dia pra não perder um único update! Eu tô acompanhando em japonês, já que é mais rápido! Seria muito bom ver esse em português!


5. ITSUMO NO JIKAN, ITSUMO NO BASSHO DE - HASHIMOTO AOI

Status: Incompleto (6 capítulos até agora, em todas as linguagens disponíveis)
Tags: Romance
NSFW: Nenhum sinal ainda
Sinopse: Natsumi é muito bom na cozinha, por isso trabalha num Food Truck junto com dois amigos. Um de seus clientes mais conhecidos se chama Sasai, que trabalha num editorial de mangá. Sasai é como um galã, mas não tem tanta sorte assim na vida: ele sempre amou doces, e como era incomum homens terem esse tipo de gosto, ele era constantemente alvo de risos e de meninas interessadas só pela sua aparência. Então ele só comia doces no food truck do Natsumi, que sempre o faz doces sem achar nada disso estranho (por mais pessoas como o Natsumi nesse mundo). Cada vez que eles se encontram eles batem mais papo, vão se conhecendo, e quando Natsumi percebe, ele tá apaixonado pelo Sasai! Ele começa a fazer de tudo pra manter o bem-estar do crush (por causa do stress do trabalho), mas até que ponto essa quenga vai chegar?
Opinião: É muIOTMTMUITOMUTITOTTITOOOO AMORZINHO!!!! A relação dos dois me faz ficar toda derretida, é tudo tão inocente e natural que você até esquece que uma hora vai ter sexo ヽ(´ー` )┌ E tudo que o Natsumi vai fazendo pelo Sasai? Nhomnhomnhomnhommmmmm-

4. GO HOUBI CHIKUBI - IKEGAMI SHOUGO

Status: Completo em japonês (só dois capítulos traduzidos em inglês)
Tags: """Bara""" (tem meio que a ver com os músculos), School Life
NSFW: Ô ( ͡° ͜ʖ ͡°)
Sinopse: A história começa com um membro do clube de fotografia chamado Akagi, que precisa entregar logo suas fotos pra um concurso de tema livre. O pepino nisso tudo é que ele tem esse fetiche por músculos, então obviamente, ele vai quer tirar fotos disso. À procura de um modelo, milagrosamente ele se depara com Suga, um aluno bombadasso que manja das maratonas. Ele tenta convencer Suga pra ser seu modelo e é rejeitado inúmeras vezes. Mas como um bom observador, ele percebe que, mesmo com uma blusa esportiva, não dá pra ver os mamilinhos do Suga. SE QUER SABER O RESTO VAI LER, CARÁLEOW!11!
Opinião: EU QUERIA DEIXAR ENTRE OS TRÊS PRIMEIROS MAS NÃO ROLOU... ((( WHAT IS LOVE, BABY DON'T HURT MEEEE ♪ ))) Mais uma vez, tem mamilos no meio disso tudo, oooh yeees! Mesmo que contenha NSFW, é aquele NSFW não hardcore, você fica morrendo enquanto vê porque as reações são bem provocativas ( ͡° ͜ʖ ͡°) Eu li tudo em japonês (como é bom ter hiragana do lado dos kanjis, haaah), e eu fiquei super feliz quando vi que começaram a traduzir mês passado! Até que tá sendo rápido, em três dias já teve o update do segundo capítulo em inglês!

3. SLOW STARTER - ICHIKAWA KEI

Status: Completo
Tags: Comédia, Drama, Slice of Life, School Life
NSFW: Será?
Sinopse: Uma história fofonha sobre Kiyo e Ino, dois estudantes de escolas diferentes e que sempre pegam o mesmo trem de manhã. O tempo vai passando e, apesar deles notarem essa coincidência, eles nunca puxam nenhum assunto. Até que um dia, Kiyo acaba dormindo no trem perde a estação, e só acorda quando Ino chama por ele logo que percebe. A partir daí eles finalmente, aleluiamente, começam a se aproximar.
Opinião: Pra você que é novo(a) no mundo do yaoi, já aprenda: yaoi não precisa ter lemon pra ser bom e gostosinho. Esse aqui eu reli 4 vezes numa mesma semana, eu não consegui superar o fato de que eu tinha terminado todos os fucking perfeitos 9 capítulos *chorando contra o vento*. Eu amo como os dois reagem de forma tão fofa e boba em relação à tudo, como que o amor deles vai crescendo; é por isso que ele tá aqui, em terceiro <3


2. OKO-SAMA STAR - AOMIYA KARA

Status: Completo
Tags: Drama, Romance, Comédia
NSFW: UMA DELÍCIA
Sinopse: Na escola do Honda, rola rumores de que Kaidou é um delinquente cujo cabelo loiro fica vermelho com o sangue das vítimas, que ele fica com várias meninas e é possivelmente de uma gangue. Um dia, trabalhando como vendedor em um show direcionado para crianças (pra ser mais exata, Power Rangers, meus caros), ele encontra Kaidou vestindo um dos trajes de Power Rangers e fica confuso. Ele descobre que Kaidou trabalha meio-período como dublê e que, na verdade, sua aparência engana: ele é tímido e cora igual tomatinho com qualquer mero elogio. Como Honda é o único e primeiro a saber desse lado real, ele quer continuar sendo essa única pessoal especial.
Opinião: Gente, é difícil de acreditar, mas a Aomiya-sensei nem trabalha como mangaka de verdade, ela é uma artista qualquer do pixiv! Espero que depois desses mangás dela, alguém dê uma chance pra essa mulher ter um carreira brilhante, as histórias são únicas!! Quando a cena é fofa ela taca tudo que ela tem de marshmallow, e quando a cena é picante ela taca tudo que tem de pimenta. Pra alguém que nem é profissional ainda, o mangá é super bem finalizado e recomendável, digo isso do fundo do meu kokoro! (っ˘ڡ˘ς) Se você pretende fazer um mangá também, tome ela como inspiração e vai com tudo, jovem!!

1. OTOUTO NO OTTO - TAGAME GENGOROU

Status: Incompleto (já tem traduzido em inglês até o volume 3)
Tags: Bara, Drama, Slice of Life, Pura realidade
NSFW: Não até agora
Sinopse: Eu quero deixar isso o mais breve possível porque quero muito, muito, que vocês deem uma chance pra essa mangá perfeito. É basicamente sobre a vida de Yaichi, um pai solteiro que vive com sua filha pimpolha chamada Kana. Um dia ele recebe a visita de Mike (sim, um estrangeiro), o marido de seu falecido irmão. Tendo que conviver com um gay assumido por um certo período, Yaichi começa a rever seus preconceitos, suas posições e questiona sobre o que isso afetaria na vida da Kana, que adora o Mike (pelas cenas, ele é um tio maravilhoso! Queria que todos os tios fossem assim).
Opinião: Antes de tacarem-me pedras, vamos deixar claro muitas coisas sobre o que esse mangá é. Pra começar, é sim sobre a questão LGBT e é desenhado por um mangaká gay assumido. Só o fato de ser um gay assumido no Japão e falar sobre isso abertamente já é uma coisa pra deixar de boca aberta, né? No Japão tem esse mesmo nível de homofobia que se encontra no Brasil, mas a diferença é que lá, o pessoal só finge que não existe. É como se Homem x Homem fosse invisível pra todos, ou seja, lá não tem nada de ser a favor ou contra à comunidade LGBT. É só fingir que NÃO EXISTE. 
Tagame-sensei já é experiente nesse ramo porque Otouto no Otto não é seu primeiro mangá, porém seus outros tinham mais o foco BDSM (foi assim que se tornou conhecido e virou inspiração pra muitos outros artistas se abrirem sobre o assunto). Esse se destacou porque é baseado puramente na sociedade atual, chegou até a ganhar o Prêmio por Excelência no 19º Japan Media Arts Festival de 2015! Isso é só pra vocês verem como ele é um autor fantástico e que merece todo esse reconhecimento!
O que faz essa obra ser única, é que não é o Mike, o gay da história, que vai fazer todo o trama se desenrolar. É tudo em volta do Yaichi, que não tem conhecimento nenhum sobre o tema e sempre se negou a se expressar sobre, porque não tinha coragem. Durante vários capítulos, Yaichi se questiona sobre o que deve fazer, muitas vezes entrando num dilema: verdadeira aceitação ou mera tolerância? Ele busca fazer as escolhas certas pela sua filha, mas ainda se sente como se estivesse se traindo. Em momento algum, repito, EM MOMENTO ALGUM, o Mike obriga o Yaichi a se posicionar quanto a isso. O mangá todo é sempre em volta da mente do Yaichi.
E saindo um pouco da seriedade, o mangá também tem lado com humor! Tagame-sensei brinca constantemente com as culturas, já que Mike é canadense e Yaichi é japonês. Aí sempre rola aquele negócio de diferenças culturais: tatuagens, comida, vestimentas, intimidade, etc..
Tudo que o autor quer mostrar é que a luta da comunidade LGBT vai muito mais além de "eu amo você do jeito que você é": envolve as pessoas de seu convívio, como lidar com o desconforto e o medo, o que é o encanto de uma relação inofensiva.



GIFS pra você descansar a vista depois deste longo post. ( ͡• ͜ʖ ͡• )



Enfim terminamos! Espero que tudo tenha ficado claro e que minhas descrições sejam atraentes o suficiente pra chamar a atenção de vocês porque tem um monte aí que li há anos e já esqueci um pouco do negócio lol! Eu também sempre estou aceitando recomendações, vai que eu leio um aí que vocês mostrarem e eu acabe citando num post futuramente? 
Obrigada por terem lido, vou tentar responder os comentários (se é que vai ter, acho que todo mundo escafedeu) porque da outra vez a Mika ficou putassa (eu não sou de responder tho) ٩(ˊ〇ˋ*)و
Sejam felizes~ Se quiserem deixar alguma mensagenzinha pra Mika, os comentários estão aí pra isso!

16 outubro 2015

O azar me corrompe

   PESSOAS, FOI MALZZZ! Eu criei o novo blog só que deu um bug, aí acabei fazendo umas coisas loucas e percebi que tinha algo de errado porque não vi vocês lá. Como já tinha bagaçado tudo, eu criei outro blog, que como podem ver demorou um zilhão de anos pra eu criar. Acho que só eu tenho esses problemas com blog, quem é fã antigão e lembra do que aconteceu com o fujoshi nonsense original sabe!

   É, não nasci pra mexer com html! ;-;
   Como tá tarde, amanhã vou responder seus comments. Adoro vocês!

   (aqui tá o novo blog que criei, não terminei de arrumar mas como não aguento deixar vocês no vácuo mais do que já fiz vocês esperarem, tá aí. Já fiz até um post pra vocês! :D)
   http://alanismika.blogspot.com.br/

07 setembro 2015

Novo blog pronto, pessoas!

   Gente, eu juro que não sei se passaram mais ou menos de 50 dias *que foi o prazo que estipulei* pra criar o novo blog, mas é fato que só consegui mexer nele de verdade nessas duas últimas semanas, pois nas outras eu estava em período de testes! Como agora estou livre das dores de cabeça tendo que mexer no maldito HTML, vocês já podem visitar o Que Autora com todas as suas energias e karma acumulados dentro de seus corpos.

   Pra variar, o único problema é que a skin do blog só permite o modelo clássico, aí o sistema de comments é um uó e não dá pra responder os comentários. Sim, só de pensar se broxa. Já tentei inserir o modelo de comentários de facebook, o disqus, mas aquela bagaça parece não querer colaborar comigo. Bom, enquanto eu não achar um jeito - ou não tiver jeito mesmo - pra melhorar a situação, se vocês quiserem bater um papo uol comigo assim como fazemos aqui, vossas altezas podem enviar um e-mail no alanismika@gmail.com ("eitaaaa, Mikota tem Alanis no meio do nome?") e eu poderei enviar o e-mail de volta para vocês like a véio que ainda usa o hotmail pra mandar mensagem prozamigo ಠuಠ Caso isso não seja o suficiente, estou pensando seriamente em criar um grupitcho (só não sei onde) do blogaço novo pra trocar ideias ou uma page no face, mas como sou ocupada demais e não teria tempo pra administrar dois sites ao mesmo tempo, pode ser que eu contrate um administrador pra cuidar da page.

   A frequência com que vou postar no novo blog vai ser de 1 a 4 vezes por semana, só para as ideias não acabarem rápido.

   Falous!

02 agosto 2015

Nossa

Última postagem: 13 de junho

TREZE DE JUÑO, PESSOAS

   Bom dia, meo deos!!!!! Sério, nem lembro mais o que é teclado, o que é PC, parece que eu tô usando uma bugiganga!

   Talvez vocês nem saibam mais quem eu sou, talvez vocês se quer lembrem que o blog existe, mas em nenhum momento eu esqueci de vocês. Vocês sabem que sou azarenta, ainda no mês de junho, quando minha irmã postou por mim, eu falei pra ela responder vocês já que o post era dela e seria meio retardado eu responder sendo que nem conheço metade daqueles mangás yaoi que ela colocou na lista. Aí quando volto aqui da viagem e acesso o blog, o que vejo? Nenhuma resposta ;-; estou me sentindo super mal, e também com uma raiva do caramba pensando que ela já tinha respondido vocês. Sinto muito, daqui a pouco respondo meus usagões queridos. Vocês devem estar loucos pra me matar, eu sei,eu deixo

   Como minha irmã comentou na publicação anterior, eu não estava postando muito por causa do meu koibito, mas a partir de então não nos veremos tanto então eu vou ter mais tempo pra me dedicar a vocês. Mas não foi só isso, eu também estava preparando uma surpresa pra vocês (que pelo jeito vou ter que contar), que eu tava pensando em criar uma page no face e um outro blog. Desde o final-de-maio-começo-de-junho tô com essa ideia.

   "STOP AGORA, o Fujoshi Nonsense é a sua marca registrada!"

   Não é como se eu quisesse jogar no lixo esse meu blog que tenho com tanto carinho desde 2013, o problema não é ele, sou eu. Vocês perceberam que não tô assistindo tanto anime como antigamente, yaoi também deixou de ser o lema da minha vida. Eu só deixei de assistir e ler coisas mangalescas mesmo, porque se me verem, ainda sou aquela mesma fã das viadagens alheias (só que em outros estilos!). E convenhamos, postar sobre coisas nada a ver com mangás, animes e yaoi em um blog que é sobre mangás, animes e yaoi, não é lá muito coerente!

   Lembram daquele meu mangá yaoi que eu tava desde 1000 antes de Cristo falando que ia fazer, fazer, e de fazer não fiz nada? Então. Isso acabou dando margem pra eu começar a desenhar em outros estilos e olha só, agora não desenho só mangá. 3U3 Por isso eu queria criar um novo blog que não falasse só de "tal coisa e tal coisa" como o Fujoshi Nonsense, mas que fosse algo mais abrangente. E não, com isso não quero dizer que vou me transformar na uol.

  Eu já estava criando, e eu queria criar rapidamente, por isso fiquei bastante tempo sem postar. No fim não foi nada rápido, porque eu ainda não terminei :V É duro ser blogueira e ter que fazer o design de tudo.

   Moral da história: sim, vou ficar mais um tempinho sem postar, mas é por uma boa causa - vocês. Assim que eu decidir tudo, arrumar meu novo blog e deixar tudo impecável eu posto aqui de novo o link. A notícia melhor é que depois que eu criar o novo, eu não vou excluir o Fujoshi Nonsense, assim como eu não excluí o meu Fujoshi Nonsense antigo!!!! Então quem quiser se recordar dos bons momentos de fujoshis doidas saltando por viados, vocês não terão problemas em visitar aqui~

   Vou pôr um prazo de mais ou menos 50 dias até eu criar o novo blog. (porque provavelmente ainda nesse mês ou no começo de agosto, vou estar em período de provas ;-;) Adoro vocês, até!



13 junho 2015

A Mika tomou doril - Mangás Yaoi que recomendo

Olá, ã.... Usagis, certo? (ΦωΦ)
Bem, aqui quem fala é a Baka-chan. Depois de um longo mês, aposto que ninguém esperava que eu fosse estrear o mês de Junho no lugar da Mika, né? Desculpem-se por desapontá-los, hoho! 
Pra não gastar seu tempo, vamos resumir: a titia Mika tá de ressaca. Sei lá o que deu nela, deve ser Write Block, ou até mesmo o koibito dela. Eu juro que queria ter traduzido umas tirinhas (já tinha até salvado elas), mas e a vontade? A animação? Cadê, mainha???
Enfim, só queria avisar isso pra vocês não acharem que o blog tá abandonado. Se vocês sentirem falta das postagens é só ler as antigonas, lá da época do OUTRO Fujoshi Nonsense ( ͡~ ͜ʖ ͡°) 

"Tá, agora chega de cholar mais" - Eu, você, e o Zoboomafoo


TOPPU 10 DE MELHORES MANGÁS YAOI (NA OPINIÃO DA VOVÓ BAKA-CHAN)

......Ufa. 'Cabei de escrever. *Suor de Bara R18*

10. M nano? Baka nano? Hentai nano? - Nishihara Keita

Status: Completo

Sinopse: Aizawa bulinava o coitado do Hidaka, e foi exatamente por isso que ele se mudou. Mas depois de muito tempo ele voltou divando. E, por mais que inesperado que seja, eles ainda se lembram um do outro; porém, agora estão mais diferentes. Aizawa havia prometido para si mesmo que não pegaria no cu de mais ninguém e Hidaka, por sua vez, tornou-se um masoquista. E sabe o que isso quer dizer? Sim, "Por favor, me maltrate como antigamente ♥". Hidaka é um cachorrão... au au, au au... (☞ ͡° ͜ʖ ͡°)☞

OpiniãoNem eu sei porque quiabos eu gostei deste aqui; deve ser pela história, e olha que eu nunca fui de OTPs em que um dos indivíduos odeia o outro. Mas claro, eu também não sou do tipo de casal idealizado, tudo perfeitinho. Eu amo um dramão, gemt. Aliás, não faço ideia se tem esse mangá em português, mas já que atualmente todos têm a obrigação de saber inglês eu espero que não seja um incômodo!


9. Stay Gold - Koi no Lesson A to Z - Ootsuki Miu (minha diva)

Status: Completo

Sinopse: Depois de ter falhado numa tentativa de clarear o cabelo (que ficou loiro) e ter se metido numa briga no dia da cerimônia de abertura de seu colégio, Ken, o namorado da Barbie, passa a ser visto como um estudante delinquente. Mas Mizuki (seu melhor amigo por quem se apaixonou) continuou ao seu lado, quando certo dia ele admite gostar de alguém e pede ao Ken uma certa ajudinha. Pra quê? Pra aprender a mesclar seu corpo com o do ser amado. Pra ser mais direta, pra aprender a coitar duro e largar o gozo. Agora, o que vem depois... só lendo. Ah é, também tem uns outros casais, mas não vou resumir nada sobre eles ohoho.

Opinião: Perfeito, mas não chega aos pés dos mangás em terceiro, segundo e primeiro lugar. Recomendo pra quem gosta seme mais baixo que o uke! ୧༼ ͡◉ل͜ ͡◉༽୨


8. Konbini-kun - Junko (outra diva)

Status: Dizem estar em andamento, mas não vejo updates desde 2013! Provavelmente a autora abandonou essa delícia ლ(ٱ٥ٱლ) Por que os autores fazem isso com a gente??? Por quê???

Sinopse: Pra parar de ser um viadão otaco, Endou Hiroshi decide finalmente levantar a bunda e estudar pro ENEM mostrar que ele existe. Ele começa a labutar-se em uma loja de conveniência, onde conhece um colega de trabalho super ~rude~ (leia isso com tom de uma velha arrogante e burguesa) chamado Yamai Kouhei. Entretanto, depois de ter presenciado um caso super cauái e visto o outro lado de Yamai, Endou passa a ter um impressão diferente deste, e, quando tudo parecia estar indo bem, seu passado volta para atormentá-lo.
Só porque eu disse "seu passado voltou" não significa que vai ter mimimi, tá! Só um draminha de 10 páginas não mata ninguém (*OчO*)

Opinião: Junko é uma ótima autora, adoro todos os trabalhos que ela já fez então não acho que vocês vão se decepcionar; além de ter um estilo de desenho maravilhoso, a história parece criar vida e te agarrar nas pernas dizendo "oi, você quer saber o que vai acontecer? Então é só ir pro próximo capítulo...".

7. Akihabara Fall in Love - Kashima Chiaki

Status: Em andamento, mas sem update desde Janeiro. É possível que já tenha os capítulos seguintes, todavia ninguém ainda pôde escanear/traduzir.

Sinopse: Hasegawa está voltando pra sua casa depois de um longo dia de trabalho e decide ajudar um cara chamado Ayumu (vish, é um otaco, começou as tretas), que quase ia ser roubado. Durante a briga com os marombas, Hasegawa se fere e consequentemente é levado para a casa de Ayumu, onde seus ferimentos são tratados. Quando acorda, se dá de cara com o otacão e um homem estranho fazendo... "coisas".

Opinião: Como esperado da Kashima-sensei, a história é bonitinha. No começo eu achava a leitura um pouco que cansativa, mas depois me acostumei já que tava ficando legal, ohoho! Acho que o que me fez colocar ele no meu Top 10 foi o fato de ter sido o primeiro mangá yaoi que li depois de tanto tempo sem acessar os sites de mangá online.



6. Calling - Ootsuki Miu (já vou avisando que ela vai aparecer de novo)

Status: Completo

Sinopse: Hinamura Kazuaki é um cara que acredita que sua vida é muito ordinária, até que ele conhece Aratani Kira, um ator pornô. Por terem personalidades opostas, ele decide não se envolver com Kira, porém após de um incidente ele se sente atraído pelo seu lado dócil e persistente. Conforme o tempo passa e eles se aproximam mais, Kazuaki percebe que sua vida tá ficando mais foda do que ele imaginava.

Opinião: ES-PLÊN-DI-DO, ASDFGHJKL *RESPIRA* Tá, tá, se fosse tããão esplêndido ele estaria em primeiro. Eu já disse que amo os traços da Ootsuki-sensei (mesmo que os caras tenham uns cabeções com olhos moe)??? Mas não recomendo pra quem não aguenta aquele tanto de confusão!


5. Omairi desu yo - Yamamoto Kotetsuko (MINHA DIVA NÚMERO 1)

Status: Realmente em andamento, mas demoram pacas pra atualizar

Sinopse: Miza Yuuji é um padre (eu queria colocar entre aspas pra vocês não imaginarem um Papa Francisco da vida, mas ele realmente é um padre) ikemen muito bem respeitado no Distrito de Uguisuzaka Shopping, principalmente por ser super charmoso e gentil. Ele sempre se recusa a namorar ou se casar com alguém por ser budista (era budista? Acho que era); maaas ao mesmo tempo ele tem sentimentos amorosos que contrariam esta afirmação! Ele tem uma quedinha pelo seu melhor amigo desde o Fundamental II, Saburou, que trabalha com seus pais numa loja de tofu. E adivinha, numa certa noite ele ficou bêbado, e ainda com a presença do Saburou! E o que aconteceu depois??? Hã, hã?? Pergunta pro posto Ipiranga! 

Opinião: Nossa cara, senti o maior tesão da minha vida quando li isso. É sensacional, sem dizer que é da minha amada Kotetsuko (pra quem não lembra, ela é a autora de Konya mo Nemurenai, o mangá do pacto com demônio que a Mika já postou sobre)! É S-U-P-E-R recomendável pra quem adora fluffy yaoi, sem rape e tal! 

4. Complex [Yaoi] - Manda Ringo

Status: Completo

Sinopse: Seguindo adiante depois de um acontecimento em que um professor pedófilo judiou de Tatsuya e Juinichi, os dois passam por vários momentos em que desfrutam do amor. Este mangá conta suas jornadas, tanto juntos como separados. E não ache que só porque é mangá yaoi que significa que tudo vai ser perfeito, já que este é mais baseado na realidade de dois homossexuais, que enfrentarão dificuldades por serem assim, por terem um filho e por tentarem se casar.

Opinião: É até que comprido comparado aos outros, mas isso não deixa de ser uma delícia. E ainda bem que é comprido, porque pelo menos você não se preocupa se já tá acabando ou não. Além de ser no estilo clássico de mangá, é bem interessante como a jornada deles é detalhada, desde pequenos até velhinhos. Eu admito que chorei bastante cara, aaah como chorei. Se você não é capaz de aturar shotacon, não leia do Volume 1 Capítulo 1 até o Volume 2 Capítulo 7, mas procure algum resumo porque senão você não vai entender nada... E já vou avisando que, aparentemente, ele foi removido do MangaFox, então leiam no MangaHere!

3. Vanilla Resort - Ootsuki Miu (ok, essa foi a última)

Status: Completo

Sinopse: Mutsu é um famoso mangaka no departamento de *cof cof* Hentai, mas é extremamente tímido. Por não ter tempo de fazer trabalhos domésticos, ele contrata um amigo de longa data chamado Akiharu para ser uma dona de casa da vida. Mas além de ajudar nos serviços em casa, Akiharu também vai ter que ajudar Mutsu a relaxar... Hue. Huehuehue. *SPOILER SPOILER SPOILER* Ele vai ter que ajudar o virjão a se masturbar, e conforme mais ele vai trabalhando com isso mais fogo surge no rabo dele *SPOILER SPOILER SPOILER*.

Opinião: Foi o primeiro mangá que li da Ootsuki e me apaixonei por ela no mesmo instante. Ah cara. É uma fofura. Sério. 








2. Bokura no Negai - Yamamoto Kotetsuko (ME BJA SUA LIMDA)

Status: Em andamento, o último update foi há 10 dias!

Sinopse: Olha, é tanta coisa que vou fazer o resumo do resumo... Depois de seu pai ter se casado de novo, Ame passa a ter três irmãos: Kento, Hayato e Masato, respectivamente do velho para o mais novo. Sempre apreciando sua família e sua nova casa, a fita que os ligava começa a se desfazer. Com várias tragédias consequentes, os 4 irmãos terão que lidar com diversos problemas, como trabalho, moradia e até mesmo amor.

Opinião: Não recomendo pra quem não curte mangá com mais de um casal. Já que faz tempo que li, eu não me lembro direito... mas acho que eram só dois. Melhor, né? Eu queria comentar mais algumas coisas mas todas elas teriam spoilers!! ༼ ಠل͟ಠ༽


1. Honto Yajuu - Yamamoto Kotetsuko (CASA COMIGO?)
Status: Em andamento, sério
Sinopse: Drama pra lá e drama pra cá: Ueda, um policial, começa a se envolver com Aki, um mafioso, depois de este ter se confessado. Sabe por quê? Porque um dia a cueca dele foi roubada e Ueda o salvou; foi amor à primeira vista. Aki é super tranquilão e não vê nada de errado em seu relacionamento, porém o pobre Ueda vai sofrer pra caramba de tanta enrascada que seu amante se mete.

Opinião: Sabe aquele mangá que começa light e depois vai ficando hardcore, que até acontece coisas super inesperadas? É esse aí. Eu não consigo deixar de falar este pequeno spoiler, então não leia pra depois ficar falando "ai, a Baka-chan tirou a graça": O Ueda quase morreu não sei quantas vezes. Eu achei que já tava ficando clichê mas se não tivesse o tchans que todo capítulo tem, ia ficar chato pra chuchu! Recomendo pra quem tem paciência (tipo, vai vai vai e vai e depois rola ladeira abaixo) e que gosta quando no decorrer do tempo as cenas vão ficando mais quentes!


E aqui vai mais cinco, que eu também amo mas não coloquei no top 10 porque eu sou burra:
15- Sukitte Iwasete? - Yamamoto Kotetsuko
14- Karasu ni Diamond - Ootsuki Miu
13- Nise x Koi Boyfriend - Yamamoto Ataru
12- Junketsu Drop - Watarumi Naho
11- Count H - Yuma Satoru (AAAAH NÃO ACREDITO QUE ESQUECI DESSE </3)


Vocês devem estar se perguntando "cadê Junjou Romantica? Love Stage? Elektel Delusion? Sekai Ichi Hatsukoi?". Esses aí já são muito famosinhos, então como meu top 10 tem como objetivo recomendar os mangás mais desconhecidos e bem legais eu decidi tirar eles da lista.

Sankyu por ler até aqui! Vou tentar trazer a Mika devolta!

~BAKA-CHAN





02 maio 2015

Plantão geral das viadagens #1

   Olá, galerê! O que eu temia por vir veio: eu fiquei completamente insana. Estou desligada do mundo yaoi parecem fazer séculos e quem está fazendo o trabalho de noticiar por mim e para mim é minha irmã. Ou seja, cadê a autora dessa maldita? ಠ⌣ಠ Por isso decidi com muita sabedoria que, sem nenhuma outra válvula de escape, daria um jeito de postar de forma com que ninguém pense que eu abandonei o blog, que eu não gosto mais de viadagens (se existe uma mentira imutável nesse mundo, é essa aqui: Mika não curte viadagem) ou que "ela cresceu, agora ela tem uma dieta balanceada, tem mais que 5 fios de cabelo e toma banho!", até porque na verdade, virei mais criança do que vocês imaginam. Quem diabos troca um quilo de mangás super adultos e hardcore pelo Chiko Bentaum Mossu? Tinha que ser eu, né, usagis! HAHAHAHA

   Com este lindo, supremo, épico e inútil plantão geral das viadagens, deixo de informar cada lançamento anima-gay em um post para colocar de uma vez 6 notícias em 1 ~ou aproximadamente isso~. Ninguém espera que eu publique algo que eu nem sei direito por onde começar, vocês sabem que post informativo não é meu forte e o troço viria a ser tipo "atriz é pega no flagra bebendo água". E eu acho que o que a gente procura aqui são orgasmos mentais, e não broxas, sim ou não? Serão notícias bem rasas e sem muita gravidade, provavelmente todos já devem estar sabendo já que a maioria ainda é mais fãzoca que eu, mas como sempre adorei dar aquela apimentadinha, trouxe as minhas curtas opiniões sobre estes assuntos. É, né, só pra esse blog não virar um site informativo já que ter um uol do yaoi não é muito a minha praia.


Super Lovers vai pisar no tapete vermelho!

   E a reencarnação morderna de Loveless sem furry - o famoso スーパーラヴァース - volta firme à crosta terrestre! Sempre muito esquecido exteriormente, e consequentemente, lembrado somente quando as pessoas vão recomendar um mangá yaoi e citam o tal quase que automaticamente sem implicar qualquer consciência na hora de falar ("Que mangá yaoi você recomen-" "Super Lovers!"), recebemos a breve notícia de que o trem será adaptado para anime. Exato...será 2015 mais ou um ano repleto de yaois? Ou é decorrência do próprio reflexo da nossa sociedade, que parece estar adotando cada vez mais comportamentos tendenciosamente homoafetivos?

Yaoi ou shotacon? Eis a questão
   Lembro de eu ter lido um pouco do mangá lá pelo começo de 2014, mas não continuei por esquecimento. Afinal, esquecer é a palavra-chave de Super Lovers, tanto que eu nem lembro direito a história. A única coisa que lembro é que a história conta a vida de um colegial que tem que cuidar de seu irmão adotivo, então o negócio é tipo incesto mesmo, porque toda história ficcional é assim: enquanto não for irmão de sangue, esquece a história de que é impossível se apaixonar pelo irmão.

   Por ser recente, não tem data de previsão ainda, muito menos ideia de quantos episódios podem ter. Mas eu juro que se for OVA, que pelo menos não fique sem sentido tipo Vassalord, porque eu juro, a produção conseguiu ar-re-ga-çar- com Vassalord. E é isso aí, não tenho muito a falar desse mangá que eu sei que muitos adoram mas vivem esquecendo, portanto vamos ficar só nas boas-vindas por enquanto!

Mais um Kono Danshi que todo mundo passou reto

  Nada mais legal nessa vida do que esperar meio ano pra lançar uma bagaça, fazer a britadeira de sentimentos e todo mundo fazer uma cara de "hã" bem quando ele lança. Isso aqui só é notícia para os desavisados ou os esquecidos - tipo eu - que não assistiram o último Kono Danshi ainda (Kono Danshi Sekka ni Nayandemasu), aquele do cara repetente que tem o corpo que vira pedra bruta sempre que ele fica nervoso ou triste.

   O mais engraçado é que eu não entendo como pude esquecer desse miserável Sekka ni Nayandemasu. Eu devo ser uma das únicas pessoas desse mundo que adora esses Kono Danshis, até as cores vibrantes e neons que enchem qualquer espaço da animação com estampas fora da margem e que, ao contrário das pessoas que reclamam com a cegueira que esses ovas dão, me fazem ficar encantada com as cores super ativas (mesmo que elas também me façam ficar cega). E já que todas as histórias dele são shounen-ai e isso tá em falta nas prateleiras, convenhamos que não é nada anormal! Por exemplo, aquele Kono Danshi do peixão é um dos ovas mais fofos que eu já vi na minha vida por tocar demais meu kokoro sempre que vejo. Porém, como sou feita de carne e não de ferro, não tive tempo nem pra olhar a minha lista de animes pra acompanhar e por isso talvez eu tenha deixado de lado. Mas nem que se eu já estivesse 90 anos, morrendo de mal de Parkinson, iria esquecer de assistir.



   Enquanto isso, o ator Finny, que começou sua carreira como personagem de mangá em 2006 e estreou no mundo dos animes juntamente com Sebastião Michael apenas em 2010, está se tornando milionário por nunca ter negado um convite de participação em anime e por isso está presente em aproximadamente 80% deles.

Pode esperar Junjou sentado

   Até chegar Julho podem esperar sentados, senão deitados, porque coisa de Nakamura-sensei é tipo avisar previamente a adaptação de anime uns 5 anos antes para que o trem só lance quando todos já morreram. Mas enquanto não chega a terceira temporada de Junjou Romantica, ah, ainda temos o ova, Hybrid Child, o filme de Takafumi no Baai, e olha aí, dá tempo até pra rever a série de Sekai-Ichi Hatsukoi. Mas isso não vai reduzir a porcentagem anual de que a cada 1 ppm de demora para o lançamento, 500 yaoístas morrem.

   O que dizer sobre uma obra tão consagrada entre os fãs de yaoi mundialmente, tão famosa, tão peculiar, tão orgasmica e que não para de crescer e renascer? Lembro como se fosse ontem. Nos anos próximos ao de lançamento de Junjou e de Sekai-Ichi Hatsukoi, tinha estourado uma bomba de fujoshis/fudanshis loucos pelo mundo. Mas a fama de Junjou começou a ficar regular e pensei que a sua tendência era decair aos poucos, pois agora, nem vejo mais feed do anime/mangá; mas que isso implica alguma coisa lá no Japão é balela, porque que autora tá podendo, tá! Quantas animações a Nakamura-sensei já ganhou ao londo desse tempo? Claro que existem vários mangakás à frente dela que têm muito mais destaque, até porque não dá pra imaginar muito um gênero romântico, ainda mais alvo de desprezo pelos otakus ainda, ultrapassando as linhas do shounen ou do moe. Mas sério, nunca vi nenhum(a) mangaká ganhar tanta adaptação pra anime assim em tão pouco tempo, ainda mais sendo mangaká de yaoi (ou seja, a expectativa é que não haja muitos animes yaoi por causa das vendas baixas do gênero no mercado). Não - a Nakamura-sensei brinca de macumba no tempo livre.

   Nada pode ser verdade, mas segundo a minha lógica, isso se chama sorte.

   O link pro PV do trem: [2015] 純情ロマンチカ 3 PV

   Para quem não conhece muito bem Junjou, a terceira temporada vai ser a continuação da rotina e dos conflitos que todo mundo gosta entre os casais. Nesse tempo, o Hiro-san já deve estar com problemas de coluna, criado rugas, coisas que só podem ser resolvidas com a lei do "não importa quantos anos tenham se passado desde o último anime, o personagem nunca vai envelhecer".


No.6 que é bom aqui, nada

   Isso aqui não é notícia, é só um desabafo meu sobre o fato de eu ter ido na banca desta mexerica de cidade quase toda semana desde Março só para procurar por NO.6, e, no fim, não encontrar nada. Próximo:

Mais um ano recheado de yaoi?

    A Desenvoltura que aconteceu no universo dos animus para as fujoshis e fudanshis, os quais sempre aguardaram quietinhos para o dia em que a vez deles fossem chegar, merece sim ser chamada de "Desenvoltura" com D maiúsculo, tipo Deus, tipo o ano que se consagrou a felicidade dos fãs. Tô até agora tentando acreditar que o yaoi anda realmente ganhando mais espaço nos animes, pois mesmo que já lançasse yaoi desde tempos antigos, todos não passavam de 4 ovas e não costumavam sair um atrás do outro (sem malícias, danadinhos! ( ͝סּ ͜ʖ͡סּ)). E não estou me referindo aos animes com fanservice masculino, aos bishounens, muito menos àqueles animes enche-linguiça cheio de traps, estou me referindo às histórias com gayzisse de sobra mesmo, viadagem pura, uke, seme, beijos penianos, Kadokawa Emerald ways.

   Mas o que me deixa mais feliz é que as editoras também estão começando a lançar mais yaoi, e podem crer, os fãs agradecem demasiadamente por lhes concederem esse desejo. Pois se só nos EUA mangá yaoi vale ouro, mangá yaoi aqui deve valer um diamante + 1 Dilma + 3 Josés Alfredos. Em contrapartida, para o azar dos yuristas, parece que o gênero da pepeca + xoxota não é muito lembrado. Yuri? Yuri é tipo Super Lovers, coitado. Mas torço para que a vez dos yuristas chegue também, enquanto isso, a gente fica lendo Citrus à toa...esperando mil anos pro próximo capítulo ser traduzido e...essas coisas...que acontecem quando você tem que acompanhar pela net...starfighter ainda existe? ÇwÇ

   Só agradecendo as fujoshis japonesas por contribuírem mesmo para que as viadagens continuem se sobressaindo entre os animus daqui pra frente. E que as editoras, por favor, continuem trazendo mais materiais do gênero, para que de certa forma os yaoístas gringas também fortaleçam as vendas e venha a necessidade de variedade de conteúdo. Exato, se for pra vender muito, tem que ser e qualidade, não é mesmo? É o ciclo básico para qualquer sucesso e para dar um basta nos clichês ರuರ


   "Cadê a opinião?", bem, opinião não quer necessariamente dizer que preciso soltar a franga. Polêmicas, já deixo para posts isolados. -E que saudades desse blogão, nnfh  _(」∠ 、ン、)_ *se esfregando pelo chão*-




09 abril 2015

Cadê a magia?

   Olá, pessoas! Esse é um assunto que ~ittai yo!~, mas que teria que ser contado a vocês de qualquer jeito já que nem sempre temos alegria a oferecer. Diferente da maioria das coisas que eu publico, esse post vem para o lado mais pessoal, ou seja, estaremos falando de um caso pelo qual Mikota está passando. ಠuಠ

   Eu já vinha percebendo essa "decaída" sobre os meus interesses animalescos desde os fins do ano passado. Depois de eu ter ficado, em média, uns 6 anos com meus olhos confinados ao panorama virtual e 2D expostos pela tela dos meus aparelhos, com o meu corpo e alma quase se integrando ao mundo dos animes, passei a ter que assumir com mais firmeza alguns conteúdos um pouco mais foras da fantasia. Com isso, meu tempo para me dedicar a esse hobby foi ficando cada vez mais apertado, e, EPA, esqueci que eu ainda estou nesse período de over-ocupação, huehuehue! Nunca pensei na minha vida - interprete isso como "até uns dois anos atrás" - que seria possível eu deixar pra encosto algo que eu gostava tanto.

   Eu até ia dizer que o negócio é realmente grave, se não fosse exatamente esse o problema: agora, tanto faz, tanto fez, anime na minha vida.

   Mas sem desespero; a minha causa aqui não é jogar a hipocrisia à solta degradando animes, não é falar sobre minhas preocupações e falta de tempo, assim como também não estou querendo falar exatamente sobre essa crise de cansar de ver anime. Eu já até tinha falado sobre isso alguma outra vez , então, na verdade, o que eu vim falar de tão importante é sobre as consequências desse tal de "cansar de ver anime", porque a regra é clara: sendo este blog um espaço para abordar temas sobre animes/mangás/yaoi em generalidade, assim claro desde as primeiras postagens desse indivíduo mequetrefe, eu não me sinto bem em postar no blog coisas nada a ver com esses assuntos. Vejam como nos últimos meses, tenho postado mais sobre coisas reais do que sobre otakices, daqui a pouco o Fujoshiz Nonsensiz já tá virando outra coisa e todo mundo vai filosofar: "mas de onde garekis veio esse nome 'Fujoshi Nonsense'?"

   Por isso, sim, é algo para se preocupar, já que os meus conhecimentos sobre matérias de otaku/fujoshi estão bem fora de data. "É só assistir mais anime e yaoi, uai" não é lá uma boa solução, já que não importa quantas vezes eu tente, eu não estou conseguindo mais assistir anime com vontade! (◎ヮ◎)

• Caos = x
• Fujoshi Nonsense = a
• Assistir anime = z
• Assunto = b
• Fodeu = a - z

{ a = z + b
  x = -2z - b

{ a = z + b
  x = -2z - b     +
  ____________
  a+x = -z

a + z = -x (-1)
a - z = x
x = fodeu

.: S = {x ∈ IR-de-realidade/ x = fodeu}

   Se engana quem acha que sentar a bunda na cadeira e ficar vendo anime é tão fácil quanto amarrar cadarço. Ainda mais para um alguém azarado como eu, um alguém ocupado, um alguém com tantas mil e uma funções que já virou Barbie, ver anime, pra mim, é sinônimo de ter muito tempo livre! @_@ Esse meu longo prazo sem assistir anime deve ter feito incorporar o alakazam da OLX em mim, já que me desapeguei totalmente de investir 24 horas da minha vida assistindo essas maravilhas.

   A vida é um barato!

Como eu me sinto agora toda vez que vou ver um anime qualquer
   Sim, pessoas, estamos em estado de CRISE, coisa típica dessa mãe gentil, pátria amada Brasil!

   Mas uma coisa muito irônica é que mesmo eu tendo perdido grande parte da minha adoração por animes, eu continuo assistindo. Claro que com muito menos frequência. Bom, também não é como se eu tivesse assinado algum tratado de renúncia a qualquer tipo de animação do tipo, esses dias mesmo eu acabei assistindo o primeiro episódio da terceira temporada do esquecido UtaPri, que, antes considerado um dos meus animes favoritos, hoje já não consigo mais encontrar o sentido em eu ter gostado de algo tão purpurinado. Não que eu seja contra, é que depois que você revê os seus gostos de antigamente, você fica surpreso com o tanto de encanto que você tinha pela série quando, neste instante, tudo que você vê são boy magias feitos de ilusões que nunca existirão na vida real. E você ainda acha graça das frases cafonas que eram pra supostamente (supostamente!) serem românticas. Peguei pesado? Desculpem-me.


Francamente, acho que "para um lugar onde as cerejeiras sempre floresçam para nós dois" é uma boa cantada. Usem na próxima, jovens

   Agora eu não sei se é porque nos últimos tempos eu andei pegando justo os animes mais bostas e acabei ficando com trauma, ou se é porque realmente os animes estão ficando mais bostas, com o perdão da palavra. Pelo que eu me lembre, o último que estourou foi Shingeki no Kyojin, e apesar de eu ter gostado e ter ficado "viciada" por um longo período, esse amor todo rapidamente se esvaziou como qualquer instinto da paixão (não que eu não goste mais). Tudo bem que nenhum anime é feito para uma só pessoa, cabe a cada um julgar para si se aquele anime vale 0 ou 10 e nós quem temos que nos adaptar aos animes até que achemos os que se aproximam do nosso agrado, mas é meio difícil validar essa tese quando tudo que vemos nos últimos anos no mundo otaku são tracings, histórias clichês e previsíveis, metade do episódio com fanservice de graça e personagens pacatos com caracterizações sem muito a oferecer. Até que esse ano a coisa deu um up e estão vindo animes melhorzinhos, já nem tão vazios de história, mas ano passado, retrasado? Crendeusmãe! Faz um bom tempo que não vejo a criatividade avoando nesse povo e isso me deixa muito triste, porque antigamente eu via animes e todos eram bons mesmo sendo de gêneros diferentes, atualmente, parece que todos os animes decidiram virar um "maria-vai-com-as-outras" e acaba que um só imita o outro.

Eu me sentindo obrigada a engolir o anime e o choro juntos
   Não vou mentir, às vezes ver algo que você sabe que nunca vai mudar começa a ficar chato, chato pra caramba. Harém é sempre aquela enrolação com a menina em cima do muro, animes esportivos são sempre sobre "vencer, vencer, vencer", animes sacanas fazendo sacanagem o anime inteiro, shounens não mudam muito se tratando da valorização da amizade e por aí vai...acho que nem precisamos refletir muito pra saber que, seja qual for o estilo do anime, ele tem uma tendência. Acho que isso explica mais do que nunca sobre o porquê de eu gostar de animes mais cômicos, já que essa comédia vem inserida de várias formas (seja romance ou ecchi a bagaça).

   Por dentro eu já estava me entediando com esse limite máximo que os animes podiam proporcionar, e não é como se fosse algo exatamente ruim, mas o seu limite é simplesmente mais perto do que se imagina, pelo menos ao meu entender. Eu queria algo novo, meus olhos já estavam ficando vesgos de tanto ver anime como se fosse uma lei a ser cumprida; pois, hipocritamente, eu nunca fui de assistir! Eu sempre fui mais de ler. Então eu tava buscando aí umas formas de leitura que explorassem mais o dinâmico e deixassem de seguir uma mesma vertente. Por isso comecei a deixar um pouquinho de lado esse mundo animalesco e adentrei, por exemplo, mais na das hqs, onde posso encontrar tudo isso com mais facilidade já que não existe denominador comum de traçado (como nos animes, que normalmente é baseado no padrão queixo pontudo, olhos grandes e brilhosos, corpo/carinha perfeitos e iguais), é um meio mais heterogêneo de arte e sem contar que é multifacetada. Com "multifacetada" não quero dizer que existem 7 ou 8 gêneros, mas que existem inúmeras. Existem aquelas que tanto zombam da realidade como criticam duramente a sociedade, aquelas que tanto misturam contos de diversas culturas, quanto servem como lições de vida, e a Mikota aqui já não estava mais suportando esses animus de lutinha, hahaha! No entanto, não é por isso que eu simplesmente acho que hqs podem ser melhores que anime, porque a verdade é que desde que a bagaça seja atraente ao meu gosto, não importa se é em mangá, em texto em prosa ou ao vivo HD, oooou seja: não quer dizer que vou dar um pé na bunda nos animes de vez. Só acontece de hqs terem os gêneros e estilos mais variados e era isso o que eu estive procurando, então foi uma linda e mera coincidência que estava bem na frente da minha cara. Por quê, vida? Por que faz isso comigo?

   Esperem, AINDA TEM O LADO BOM DISSO TUDO! Diante da magia animalesca que vem desaparecendo no meu coração, alguns animes se salvaram, sim, como Ore Monogatari que comecei a acompanhar porque eu sou louca por ver protagonistas diferente do padrão perfeição se apaixonando. "Cadê Durarara aí?" Foi uma longa e dura jornada para eu me conformar que essa temporada de Durarara não está sendo interessante pra mim. Isso aí, choremos, mas eu não tô gostando dessa vinda repentida de personagens novos. O número de eventos sem contexto algum com a história principal tá muito grande, e quem fale sobre o fanservice extrapolando os limites...não acho que seja esse o Durarara que conheci anos atrás, pois já não está rumando uma história complexa, talvez esteja rumando uma história picotada, por isso se eu vier a assistir, acho que vou pegar só o finalzinho pra ver se a cabeça da Celty finalmente vai voltar pra ela. Uma hora é uma coisa, outra hora é outra, aí você esquece o que aconteceu no capítulo anterior e pronto, ba-ga-cei com a mente! Mas qualquer dia desses, dou uma chance de novo pra essa segunda temporada! xD

   É bem deprimente ter que falar isso, mas já deu essa de ficar assistindo anime só pra aumentar minha lista de animes vistos. Afinal, não faz sentido acompanhar um certo anime se eu não curti. Acho que ninguém está te obrigando a ver nada e se auto-condenar a ver os trezentos mil animes existentes no planeta só pra falar que é fã de verdade e se sentir o mais atualizado sobre o universo otaku não é algo tããão, a não ser que você goste mesmo de ficar vendo anime seja lá qual seja. Parece que estou me sentindo mais à vontade para ler mangá do que anime, agora já não sei se isso vai ser pra sempre ou se é só uma fase. Só que eu não gosto muito de postar sobre mangás porque nunca sei direito o que dizer. E, poxa, a maioria que estou lendo são shoujos (nada de yaoi, usagões (;うਊ ՞) alguém me sacode) e um chamado Inu Yashiki, que tá rodeando bastante pela internet. Droppei vários mangás, tipo: One Punch Man, Soul Eater, Junjou Romantica, Love Stage - podem me esquartejar.

   Eu não vou poder pedir muita ajuda já que creio eu não estar em uma sala de um psicoterapeuta, então se vocês consentirem, eu gostaria de postar sobre assuntos mais variados e mais dentro da realidade enquanto não garanto um anime gay que seja bom e polêmico o bastante pra eu render críticas e comentários nesse bloguizão. Tipo, tá complicado deixar o blog no vácuo, tá complicado! Então quem sabe eu faça algum "primeiras impressões" desse Ore Monogatari, de algum outro mangá que tô lendo ou uma resenha bem crackuda desse Utapri 3000% e sua opening muito pesada e explícita, que eu sei que vocês curtem!
 
Quartet Night sempre disposto a guiar as novinhas ao mundo adulto
   Até a próxima, rapaziada! 乃